23 de maio de 2016

No mês de Maria, um testemunho por dia: nº 23


Estava eu numa manhã dessas bem tranquila na escola das crianças, aguardando uma "hora cívica", uma coroação de Nossa Senhora e singela homenagem feita por alguma turmas, dentre elas a turminha de um dos meus filhos. Eu não perco nenhuma! Acho lindo demais eles vestidos de anjinhos, cantando "Mãezinha do Céu", jogando pétalas em Nossa Senhora e coroando com amor, fé e devoção... 
Eu só não esperava que minha amiga e professora de religião das crianças, Kátia Nóbrega, fosse me chamar de surpresa para "dar uma palavrinha rápida sobre Maria" para as crianças e os pais e professores ali presentes. Meu Deus! Sei que temos que estar sempre prontos para anunciar nossa fé e dar as razões de nossa esperança, mas eu fiquei assustada por ter sido pega desprevenida! Aceitei, fechei rapidamente meus olhos e pedi socorro ao Espírito Santo e à Mãe: "Valha-me Nossa Senhora do Perpétuo Socorro! Agora me ajuda nessa, Mãezinha!"

A inspiração foi a de pegar a Bíblia que providencialmente eu sempre trago em minha bolsa e abrir em Efésios 6, 1-3 e ler: "Filhos, obedecei a vossos pais segundo o Senhor; porque isto é justo. O primeiro mandamento acompanhado de uma promessa é: Honra teu pai e tua mãe, para que sejas feliz e tenhas longa vida sobre a terra." E falei rapidamente e com simplicidade, para as crianças e para os adultos ali presentes algo mais ou menos assim:
"Quem aí quer viver bem muito? Quem aí quer ser feliz? A receita está na Bíblia! Devemos honrar o papai e a mamãe. Mas o que é honrar? É amar, respeitar, obedecer, ser carinhosos, ajudar... E da mesma forma que fazemos com o papai e a mamãe da terra temos que fazer com o Papai e a Mamãe do Céu! Como? Amando, rezando, obedecendo as coisas boas e bonitas que eles ensinam... e até demonstrando toda nossa fé e amor coroando a Mãezinha do Céu!" Só isso. E rezamos uma Ave Maria. Minha querida amiga Katinha agradeceu e pediu para que eu voltasse à tarde, para falar o mesmo na "hora cívica" do turno vespertino. Felizmente esse dia foi possível e lá fui eu de novo à tarde repetir a dose.
Em todos os anos que eu tenho como ministra de pregação da RCC, nunca recebi tantos retornos das pessoas que me ouviram falar naqueles 5 minutinhos: foram alunos, pais, professores, as irmãs do colégio... Meses depois do episódio ainda tinha gente comentando comigo como aquelas simples palavras tinham tocado seus corações! Eu quase não acreditava! Tantas vezes passamos horas em oração e discernimento, mais algumas horas trabalhando no roteiro, treinamos no espelho, rezamos, clamamos e não conseguimos transmitir a mensagem do Senhor de modo a tocar tantas pessoas assim!... 
É a simplicidade da verdade bíblica e da verdadeira devoção a Maria que provoca essas experiências memoráveis! Honremos então nossos pais e mães, e também o Pai e a Mãe do Céu, para vivermos por longos anos e sermos felizes! Amemos, respeitemos, perdoemos, ajudemos nossos genitores! Honremos, oremos, coroemos também nosso Aba Pai e Nossa Mãe Celeste! Pois para quem o faz há uma linda promessa e é fiel Aquele que orienta nosso agir!