2 de maio de 2016

No mês de Maria, um testemunho por dia: nº 02


Continuando as partilhas testemunhais sobre minha relação com Nossa Senhora neste Mês Mariano, não posso deixar de mencionar a presença de Maria (e inevitavelmente de São José também) no meu matrimônio com meu esposo Juliano. Desde nossa amizade existe a marca da presença dos dois nas orações do terço, nas devoções, no trabalho pastoral...ihhh!! São muitas e muitas histórias...
Quando começamos de fato a namorar cada encontro nosso, fosse pessoalmente, fosse por telefone, sempre havia pelo menos uma pequena oração do Pai Nosso, Ave Maria e um "São José, rogai por nós"! Começamos a desenvolver o hábito da oração do terço em comum, da oração do ofício, da consagração, já encenamos Maria e José (ou Maria e Gabriel) tantas vezes durante o namoro que perdi as contas...
No noivado intensificamos a consagração e acredito que foi pela condução de Maria que fomos capazes de chegar ao altar em meio às crises e dúvidas tão comuns nesse período do relacionamento. Nossa Senhora da Divina Providência realmente providenciou tudo o necessário para nosso enlace, desde a compra de nossa primeira casinha, o vestido dos meus sonhos, a data, a decoração da Igreja e o buquê... cada detalhe tem uma história da mão de Maria providenciando tudo de maneira realmente sobrenatural, nos moldes das Bodas de Caná. O vinho novo e melhor surgiu para nós, por graça de Nosso Amado Jesus, por pedido amoroso da Mãe, não tenho dúvidas. 
A festa de casamento, que não teríamos condições de fazer, ganhamos dos familiares e da comunidade integralmente! Do bolo, ao salão, comidinhas, bebidas, lembrancinhas... E até uma daminha de honra que não havia conseguido antes, providencialmente veio da cidade de Jataí-GO com uma das minhas madrinhas, minha priminha Anna Clara com meus tios Aparecida e Ciro (de saudosa memória). 
Não houve nada que Nossa Senhora, junto com seu caro protetor José, deixou faltar para nós por ocasião de nosso casamento. Nosso relacionamento sempre foi colocado sob sua amorosa proteção e, assim como aquele casal em Caná, Maria cuidou de tudo, do começo até os dias de hoje, sempre clamando pela ação de Nosso Senhor Jesus por nós... E nada faltou: nem unção, nem vinho, nem festa, nem graça espiritual. Por que a Mãe é assim, cuida de todas as áreas. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo que daCruz nos deu tao amorosa e cuidadosa Mãe! Bendita seja a Mãe de Deus e nossa, sempre tão atenta às nossas necessidades e anseios! Valei-nos sempre, São José, protetor das nossas famílias como foi da família de Nazaré! Jesus, Maria e José: minha família sempre foi, é e para sempre vossa será!