19 de maio de 2016

No mês de Maria, um testemunho por dia: nº 19


A experiência de ser madrinha e padrinho é uma vocação de Deus. O Senhor nos deu a graça, a mim e a meu esposo Juliano, de sermos padrinhos de pessoas muito especiais, e acreditamos ter sido por chamado Dele, antes mesmo que por convite dos pais. Tenho aprendido que, neste sentido, nosso principal chamado é o da intercessão, fato que nos aproxima sempre mais da devoção a Nossa Senhora, a intercessora por excelência, a medianeira de toda as graças. 
Cada vez que somos convidados para sermos padrinhos, ainda que não como casal (individualmente), assumimos a intercessão em conjunto e assim como oramos por nossos filhos, oramos também por nossos afilhados. Incluímos nesta intercessão os afilhados de batismo, os de consagração a Nossa Senhora, os de Crisma e até mesmo os de casamento! Somos felizes pois a maioria dos nossos afilhados são muito bem aparados por suas família e por sua caminhada na Igreja e nosso papel tem sido mesmo só o de acompanhar pela intercessão e nos fazer presentes com nossa amizade e carinho em suas vidas. 
Mas vira e mexe, quando é preciso alguma intervenção mais prática, oramos e agimos com exortações, aconselhamentos e até mesmo com atitudes mais práticas, como encaminhar para algum encontro da Igreja, para a confissão, para alguma atitude mais prática em vistas da evolução, da conversão, da salvação. Mas o mais importante é que tudo isso é sempre mediado por Nossa Senhora: é a ela que clamamos a bênção e a graça para que possamos ajudar aqueles que consideramos nossos protegidos. 
É verdade que, nesta empreitada, temos limitações em nossas ações: temos a autoridade dos pais, a liberdade dos casais, a falta de adesão vez por outra do afilhado em questão... mas vamos colocando tudo nas mãos da Mãe, pois sabemos que assim como ela cuida de nós e nossa família, estará cuidando desses filhos também, dessas crianças, desses jovens, desses casais.
Igualmente, quando escolhemos os nossos padrinhos de Crisma (eu que fiz a Crisma tardia, especialmente), nossos padrinhos de casamento, os padrinhos de nossos filhos... Cada um desses foram escolhidos e amados por meio da orientação divina de Jesus pelo Espírito Santo, por meio da intercessão de Nossa Senhora. Os convidamos não apenas para sermos "servidos" por nossos padrinhos, mas para servi-los também: servi-los com nosso testemunho de amizade, de comunhão, de confiança... Para sermos para eles também intercessores! Oramos sempre por nossos padrinhos e pelos padrinhos de nossos filhos e os estamos consagrando constantemente aos amorosos cuidados de Maria Santíssima! 
De todos esses, um caso é especial: a madrinha de consagração à Nossa Senhora de nossos filhos, Tauana, minha cunhada. Desde a Clarinha, Nossa Senhora manifestou sua vontade particular de que o convite fosse feito a ela. Agora estamos na gestação de nosso 5º filho e, por várias vezes surgiram em nossos corações as vontades de contemplar outros amigos e amigas queridos e queridas, também super devotos da Mãe, para esta função do apadrinhamento e consagração à Nossa Senhora, não por exclusão à minha cunhada Tauana, mas por apreço às outras pessoas também. A Virgem Maria nunca permitiu! Ela sempre deixou muito clara sua decisão de que todos os filhos que a Divina Providência nos confiasse tivessem uma única "dinda de consagração": a Dinda Tauana. E assim temos procurado ser obedientes à essa condução de Nossa Senhora: todos os nossos pequenos são confiados a Mãezinha do Céu por essa Dinda especial. Já discernimos um amor e proteção absolutamente especiais de Maria Santíssima por minha cunhada Tau, em várias ocasiões pudemos constatar esse carinho e proteção sobrenaturais na vida dela, então nem discutimos mais com Nossa Senhora: o exame deu positivo? A Dinda de Consagração já sabemos quem será! Não sabemos o sexo da criança, o seu nome, quem serão os padrinhos...Mas a Dinda de Consagração já será ela! 
Assim, mais uma vez, louvamos a Deus pela oportunidade de sermos madrinha e padrinho de tantos abençoados e abençoadas! Obrigada, Jesus! Obrigada, Maria! Por cada um deles, obrigada! Por suas vidas, seus talentos, seus crescimentos! Clamamos, Jesus Amado, pela saúde, pela cura e pela libertação de cada um deles, pelo poder de seu santo Nome, pela intercessão poderosa Daquela que pisa a cabeça da serpente! Da mesma forma, agradecemos e clamamos por nossos padrinhos e pelos padrinhos de nossos filhos: dê a cada um, a cada uma, a força, a fé, a fidelidade a Ti, a proteção de tua Santa Mãe! Clamamos sobre cada um Tuas bênçãos, tuas graças, a providência, os livramentos... toda poder e luz que vem do alto, da eternidade, direto do Teu Sagrado Coração e do Imaculado Coração de Maria, pelo poder do Espírito de Amor que tudo renova, que tudo transforma! Amém!