11 de maio de 2011

Estudo: Oração, encontro e diálogo divino-humano (Parte 2)


A filosofia explica que a religião é uma “manifestação tipicamente humana, (…) que não se acha presente nos outros seres vivos, mas unicamente no homem” (MONDIN, 2009, p. 92). Embora esta, suportada pela metafísica, tente explicar racionalmente a existência de Deus e os desdobramentos desta realidade, somente na esfera da teologia se pode alcançar essa aspiração de modo completo, visto que o objeto da atividade religiosa está na dependência da aceitação pela fé. De fato, todo exame racional se configura insipiente quando se trata de alimentar a vida religiosa, posto que esta se encontra numa dimensão de experiência pessoal, intimidade, amor, devoção, adoração e especialmente, oração, objeto central desta análise. 

MONDIN, Batista. Introdução à filosofia: problemas, sistemas, autores, obras. 17. Ed. São Paulo: Paulus, 2009.