14 de março de 2011

Pregação: Seguir, renunciar a si e tomar a cruz

Esquema de Pregação ministrada no Grupo de Oração São Vicente:

Perícope: Lc 9, 22-25: “É preciso que o Filho do Homem padeça muito e seja rejeitado pelos anciãos e sumos sacerdotes e pelos escribas, que seja morto e ressuscitado ao 3° dia. Dizia a todos: ‘Se alguém quiser seguir-me, negue-se a si mesmo, tome a cruz cada dia e me siga. Pois quem quiser salvar a vida vai perdê-la, mas quem perder a vida por amor de mim, esse a salvará. O que aproveita o homem ganhar o mundo todo, se vier a perder-se ou sofrer prejuízo?’”



Mt 10, 34-39: “Não penseis que vim trazer paz à terra. Não vim trazer a paz e sim a espada. Pois vim separar o filho de seu pai, a filha de sua mãe, a nora de sua sogra,. Os inimigos da gente serão os próprios parentes. Quem amar o pai ou a mãe mais que a mim, não é digno de mim. E quem amar mais o filho ou a filha mais que a mim, não é digno de mim. E quem não tomar a cruz e me seguir, não é digno de mim. Quem procurar a sua vida, há de perdê-la; e quem esquecer sua vida por amor de mim, há de encontrá-la.”

Mc 8, 34-37: “ Se alguém me quiser seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga. Pois aquele que quiser salvar a sua vida há de perdê-la, mas aquele que perder a vida por amor de mim e pela causa do Evangelho, há de salvá-la. Pois que vantagem será para o homem ganhar mundo todo se vier a perder a vida? Pois o que o homem dará em troca de sua vida?”

Jo 12, 23-26: “É chegada a hora em que o Filho do homem será glorificado. Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra não morrer, ficará só, mas se morrer produzirá muito fruto. Quem ama a sua vida vai perdê-la, mas quem odeia a sua vida neste mundo, vai guardá-la para a vida eterna. Se alguém me quiser servir, siga-me. Onde eu estiver, estará também o meu servo. Se alguém me quiser servir, o Pai o honrará.”

1. JESUS COMEÇA DIZENDO QUE ELE MESMO PASSARÁ POR ISSO. E REALMENTE O FAZ PARA MOSTRAR QUE É POSSÍVEL AO SER HUMANO.“ Com certeza Jesus fez os discípulos compreenderem que Ele viveu em perfeita obediência ao Pai e, humanamente, dependente do Espírito Santo, a fórmula divina, capaz de lhe facultar o poder e a autoridade que tinha sem se prevalecer de sua condição de Deus. (...) Se não bastasse a clareza solar do testemunho evangélico para entendermos que Jesus foi sempre conduzido pelo Espírito Santo, poderíamos indagar de que outra forma Ele poderia fazer tudo o que fez, vivendo totalmente como ser humano, já que não se prevaleceu de sua condição divina para se livrar das humilhações, injustiças e sofrimentos a que o submeteram , culminando com sua morte na cruz?” (“Fil 2, 6-9a: “ Ele, subsistindo na condição de Deus, não pretendeu reter para si ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo, tornando-se solidário com os homens, e apresentando-se como simples homem, humilhou-se, feito obediente até a morte, e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou...”)
• Caminho com a cruz: = subida ao Calvário. Isso se faz com e por amor.
• Jesus: modelo. Não buscou a si, sacrificou tudo por nós, sofreu tudo, até o desamparo do Pai na cruz.
• Caminho da cruz: caminho real de um Rei tem um reino diferente.
2. JESUS CONVIDA. SOMOS LIVRES.
• Jesus não nos pede isso para nos castigar, mas para nos divinizar.
3. RENÚNCIA DE SI.
• Amar a si: seguir a Cristo por interesse de conseguir coisas (favores). Esse chegou com Jesus até o gozo, mas não até a cruz. Quem se busca ainda em alguma coisa, não sabe amar. Deixar a si mesmo, sair de si.
• Sacrifício: alimento para o amor.
4. TOME SUA CRUZ
• A morte de Deus na cruz se aceita com facilidade, mas morrer a si mesmo e carregar o cruz diária é encarado como algo muito duro.
• Duras as palavras ‘renuncie a si mesmo e tome sua cruz’? Pior é : “Afastai-vos de mim, malditos, ide para o fogo eterno” Mt 25, 41 “Este sinal da cruz aparecerá no céu quando o Senhor vier a julgar” Mt 24,30
• Não se escapa da cruz. Aqui nesse mundo, toda a vida está cercada de cruzes e cheia de misérias.
• Se levar de má vontade: maior o peso, soma-se a cruz que é você mesmo.
• Se levar com paciência: ela te guiará (Mt 11,28-30: Vinde a mim todos vós, fatigados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre os ombros meu jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas. Pois meu jugo é suave e meu peso é leve”.) ao objetivo, onde acabará o sofrimento. (OBS.: Não aqui, nessa terra. Rm 8, 18: “Tenho para mim que os sofrimentos da vida presente não tem comparação alguma com a glória futura que se manifestará em nós”).
• LEVAR A CRUZ: nada mais contrário à inclinação humana. Conforma-se ao Cristo da Cruz = Graça do Espírito.
• Sofrer: pelo mundo? Por mim mesmo? Ou por Jesus? Morrer para si e para o mundo: Vida de Deus.
• Se houvesse um estado mais favorável à salvação do homem que o da cruz, Jesus Cristo sem dúvida no-lo teria ensinado de palavra e com exemplo.
5. SIGA-ME
• Atos, 14,22: “Precisamos passar por muitas tribulações para entrar no Reino de Deus.”
• Quando tudo o que se vê é escuridão, tudo o que pode fazer é agarra-se a fé!
6. O QUE APROVEITA O HOMEM?
• Jo 16,33b: “No mundo tereis aflições. Mas coragem! Eu venci o mundo!”
• E se morrermos hoje?
• Não temos nada... Só Jesus Salva!