26 de outubro de 2011

Manter o foco no Senhor através do Louvor



"Não deixe que a fase ruim que você está passando te mude para pior, te torne uma pessoa amarga e mal amada. Você não é desse jeito."

Recebi essa frase por email esses dias e ela me tocou profundamente. Quantas e quantas vezes no focamos no que acontece de negativo e permitimos que isso invada todas as áreas de nossa vida, influenciando nossos pensamentos e atitudes? Quantas e quantas vezes deixamos de somar as horas alegres e, no entanto, multiplicamos as tristezas vividas? Deus nos criou para a alegria (CIC 163) e o Espírito Santo quer frutificar este otimismo em nós (Gal 5, 22-23). 



O otimismo é fundamental para seguir a Deus. O Salmo 105, 3 canta: "Alegre-se o coração dos que buscam ao Senhor!" A pessoa de louvor é um otimista nato, pois quem louva sempre acha o lado positivo das situações, e SEMPRE há um lado positivo. O crente de louvor é bem-humorado pois louvar produz a alegria nos corações. O cristão que louva tem o seu foco no lugar certo, ou melhor, na pessoa certa: na pessoa de Jesus.

Santo Agostinho dizia que não há mal do qual Deus não possa tirar um bem muito maior. 

E São Paulo escreveu: "Observai tudo e ficai com o que é bom!' 1 Tes 5, 21 SEMPRE há um "bom" na história!

Por outro lado, Pe. Léo dizia quem quem murmura louva ao "encardido", se referindo a Satanás...

Quando louvamos, colocamos a Deus no lugar Dele e nos colocamos no nosso lugar. 
E você está justamente nessa luta, né? A luta de colocar a Deus no centro, se colocar no seu lugar, e desviar seu foco do resto. 

As dores físicas podem nos deixar irritados, de mau humor, nos fazer amargos, egocêntricos, vítimas pois nada mais torturante que estar com dor. Tira qualquer um do sério! A dor de cabeça, de dente, onde que que seja, quando é contínua, nos deixa loucos! 

Pois é, minha cara irmã, meu caro irmão, as dores emocionais e espirituais também tem esse efeito. Cuidado. Esse tipo de dor tem a capacidade de multiplicar as tristezas, as rabugices, os "foras" que damos no próximo amado de Deus, descontando uma questão pessoal nossa em quem na grande maioria das vezes não tem culpa nenhuma da dor que estamos sentindo (física, emocional, espiritual, o que seja).

Busque a Deus! Peça a Ele que cure suas dores, quaisquer que sejam elas! Dores precisam ser diagnosticadas e tratadas: procure o tratamento espiritual! Mas não permita que a fase ruim que você esteja passando te mude para pior! Não permita que as lutas com as suas dores te transforme no que você não é! Busque a Deus! Seu coração encontrará a alegria (Salmo 105, 3) e uma alegria que te dará força para superar suas dores, pois "a alegria do Senhor será a vossa força!" Ne 8, 10 Mude o foco, para de focar na sua dor e foque no Senhor que tem piedade de nós, que cura, salva e liberta. Ele quer te curar: 

Aproximou-se dele um leproso, suplicando-lhe de joelhos: "Se queres, podes limpar-me." Jesus compadeceu-se dele, estendeu a mão, tocou-o e lhe disse: "Eu quero, sê curado." (Mc 1, 40-41)

As dores podem continuar doendo, mesmo que o tratamento ainda esteja em curso. Mas para os efeitos das dores em nós existe um remédio de eficácia comprovada. O louvor. O louvor é o foco certo dos que buscar a cura em Deus.

Deixa eu fazer uma partilha pessoal. Eu já percebi em mim que, sempre que estou com alguma dor, eu fico impaciente e a consequência da irritabilidade em mim é a murmuração e reclamação e, logo em seguida, o "descontar nos outros", em especial os que deram o azar de estarem mais próximos.

(OBS.: Olha aí a importância do autoconhecimento! Nos conhecermos nos dá a possibilidade de fazermos um diagnóstico das nossas atitudes e prever nossos comportamentos! Vale a pena investir nisso em nossa caminhada de fé...) 

Parei um pouco para analisar o meu agir e tomei uma decisão pessoal a qual eu sempre expresso para mim mesma, em pensamento: "Ninguém vai me ver reclamar  disso", digo para mim mesma, em meio às minhas dores diárias. 

E louvo a Deus pelos inúmeros outros aspectos e situações que estão acontecendo em minha vida e que estão indo bem, na verdade, pelas infinitas coisas que nem sequer podemos imaginar que Deus esteja fazendo e cuidando. 

Tudo é uma questão de foco: se focarmos em nossos umbigos, só veremos miséria e o pó que somos; mas se focarmos Naquele que tudo pode e que tem providenciado tantas coisas legais e boas em nossa caminhada, veremos muitas e muitas vitórias diárias. LOUVOR, LOUVOR, LOUVOR, cristão! 

Quando vier o mau humor, comece a louvar! Comece a cantar, mesmo com raiva: "Gló-ó-riaaa! Gló-ó-riaaa! Ao Pai Criador, ao Filho, Redentor, e ao Espírito: Gló-ó-riaaa!" Vale qualquer música de louvor que o Espírito Santo te inspirar!

Quando alguma coisa te chatear, louve! Diga simplesmente: "Eu te louvo Jesus, pois muito mais sofreste, por amor a mim, na Sua dolorosa Paixão".

Quando alguém pisar no teu calo ( e essa para mim é a mais difícil, pois sou pavio curtíssimo!), diga com toda a boa vontade de agradar a Deus: "Eu te louvo pela vida desse miserável, Senhor! Louvado seja por este infeliz, quer dizer, por este teu filho amado! Louvado seja por que Tu o amas, Senhor! Taí algo realmente digno de louvor, Pai: ser capaz de amar esta figura! Louvado seja!"

LOUVE, LOUVE, LOUVE!

Encontre tantos motivos para louvar quanto você encontra para se irritar, para se lamentar, reclamar etc e tal! Por que existem infinitos motivos pelos quais Deus pode ser reconhecido em sua vida, só de você ser tão lindo (a), meigo (a), batalhador (a), só de você estar vivo, estar vestido, saber ler, ter a possibilidade de acessar internet... Nossa! 
Ave Maria! 
São muito motivos para louvar!
 
Não permita que a fase ruim que você esteja passando te deixe cego para as maravilhas de Deus em sua vida!
Não permite que suas dores embacem a sua visão!
Busque em Deus a cura! 
Mude o foco para o louvor!