12 de junho de 2011

Hino de Pentecostes


Na órbita do ano,
de fogo a flor viceja,
o Espírito Paráclito
descendo sobre a Igreja.

Da língua a forma assumem
as chamas eloqüentes:
Na fala sejam prontos,
na caridade,ardentes.

Já todos falam línguas
de todas as nações,
que embriaguez presumem
as santas efusões.

Tais coisas sucederam
após a Páscoa santa:
Não mais a do temor,
a lei do amor se implanta.

E agora, Deus piedoso,
vos pedimos inclinados,
os dons do vosso Espírito
na terra derramados.

Enchei os corações
da graça que redime.
Senhor, dai-nos a paz,
                                                       perdoai o nosso crime.

                                                        Louvor ao Pai e ao Filho,
                                                    e ao Espírito também:
                                                      Que o Filho envie o dom
                                                        do Espírito Santo. Amém.
                                                                   
                                                                                                  (Laudes, Solenidade de Pentecostes)