16 de setembro de 2013

Salmo 6



Este Salmo penitencial é um canto de lamentação individual de um enfermo: prostado no leito da dor é insultado pelos ímpios, que o consideram abandonado por Deus. A presença do pecado na vida humana é causa de angústia e inquietação, o pecado envolve a existência em atmosfera de inferno, que é privação de Deus, de Sua luz e de Seu amor. A única cura eficaz dessa enfermidade espiritual é a conversão que nos liberta dessa morte e suscita em nosso coração a aversão ao pecado.* 


1. Ao mestre de canto. Com instrumentos de corda. Em oitava. Salmo de Davi.

2. Senhor, em vossa cólera não me repreendais, em vosso furor não me castigueis.

3. Tende piedade de mim, Senhor, porque desfaleço; sarai-me, pois sinto abalados os meus ossos.

4. Minha alma está muito perturbada; vós, porém, Senhor, até quando?...

5. Voltai, Senhor, livrai minha alma; salvai-me, pela vossa bondade.

6. Porque no seio da morte não há quem de vós se lembre; quem vos glorificará na habitação dos mortos?

7. Eu me esgoto gemendo; todas as noites banho de pranto minha cama, com lágrimas inundo o meu leito.

8. De amargura meus olhos se turvam, esmorecem por causa dos que me oprimem.

9. Apartai-vos de mim, vós todos que praticais o mal, porque o Senhor atendeu às minhas lágrimas.

10. O Senhor escutou a minha oração, o Senhor acolheu a minha súplica.


11. Que todos os meus inimigos sejam envergonhados e aterrados; recuem imediatamente, cobertos de confusão!

*Comentário da Bíblia Sagrada, Ed. Vozes