27 de fevereiro de 2012

Sete Dicas Espirituais para a Quaresma



Nos mais de 10.000 grupos de oração da RCC cadastrados em todo o Brasil¹, a música “Eu navegarei” é muito conhecida e cantada. Um trecho específico do refrão sempre me toca:

Espírito, Espírito!
Que desce como fogo
Vem como em Pentecostes
E enche-me de novo!

Sempre ressoa dentro de mim: “De novo! Outra vez, Senhor! Mais uma vez! Vem!” É a experiência do “de novo e sempre novo”, que só o Espírito pode realizar no ser humano.
Dom Alberto Taveira inicia maravilhosamente seu Retiro Popular 2012 com uma ideia simples mas inspirada e inspiradora:

A QUARESMA É ANTIGA E NOVA.

Como fundamentação desta moção espiritual, o arcebispo de Belém cita o Evangelho de Mateus, capítulo 13, versículo 52:

Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado
a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.

Eu já citei aqui (http://eutenhodeusedeusmetem.blogspot.com/2011/12/ainda-da-tempo-de-viver-o-advento.html) o nº 185 do YouCat, Catecismo Jovem da Igreja Católica, que explica o porquê da repetição anual da Liturgia, mas vale a pena destacar de novo:

"Tal como anualmente celebramos o dia do nosso nascimento, ou de casamento, também a Liturgia celebra, a um ritmo anual, os mais importantes acontecimentos salvíficos do Cristianismo. Todavia, com uma diferença decisiva: todo tempo é tempo de Deus. Memórias da mensagem e da vida de Jesus são simultaneamente encontros com o Deus vivo. O filósofo dinamarquês Sören Kierkgaard disse uma vez: << Ou somos contemporâneos de Jesus, ou é melhor deixar isso.>> Acompanhar fielmente o Ano Litúrgico faz-nos, efetivamente, contemporâneos de Jesus. Não porque entramos com o nosso pensamento ou até todo nosso ser no Seu tempo e na Sua vida, mas porque Ele, quando lhe dou espaço, entra no meu tempo e na minha vida com a sua presença que cura e perdoa, com a força explosiva da Sua ressurreição."

Jochen Klepper (1903 – 1942, escritor alemão) afirma que a repetição dos acontecimentos do Ano Litúrgico é a maior obra de arte da humanidade e que Deus é favorável a esta experiência antiga e nova, ao ponto de nos conceder tal vivência a cada ano “numa luz sempre nova, como se fosse a primeira vez”.
De fato, a experiência de todos os anos, graças ao Espírito Santo, pode ser totalmente nova! Mesmo as práticas mais tradicionais ganham um dinamismo novo em tempos fortes, pois quando o Espírito de Deus envia o seu sopro, se renova toda a face da terra. (Salmo 103, 30).
Nesta primeira semana da Quaresma, devemos aproveitar a oportunidade que o Senhor nos concede de adentrar o deserto com Ele por 40 dias. Nesta perspectiva, poderemos encarar esse desafio de duas formas, como analisa o Papa Bento XVI na Mensagem do Angelus do 1º Domingo da Quaresma/2012:

O deserto (...) há diversos significados, pode indicar o estado de abandono e de solidão, o “lugar” da fraqueza do homem onde não há apoios e seguranças, onde a tentação se faz mais forte. Mas pode indicar também um lugar de refúgio e abrigo, como foi para o povo de Israel escapar da escravidão egípcia, onde se pode experimentar, de modo particular, a presença de Deus.

Para que nossa experiência quaresmal seja “novidade de vida”, seja esse “refúgio e abrigo” no deserto na presença de Jesus, compartilho aqui 7 ‘dicas espirituais’ para a nossa vivência da Quaresma 2012:


1. Em primeiro lugar, a Mensagem do Papa para a Quaresma 2012. Você poderá lê-la acessando aqui no próprio Blog: http://eutenhodeusedeusmetem.blogspot.com/2012/02/mensagem-do-papa-para-quaresma-de-2012.html. De maneira didática e profunda, o Papa Bento XVI se aprofunda no versículo 24 do capítulo 10 da Carta aos Hebreus, analisando-o em três tópicos: 1. “Prestemos atenção...” ( a responsabilidade pelo irmão); 2. “...uns aos outros...”( o dom da reciprocidade) e 3. “...para nos estimularmos ao amor e às boas obras.”(caminhar juntos na santidade). É um belíssimo texto que evidencia o mandamento do amor, síntese da pregação de Jesus.

2. O Retiro Popular 2012 de Dom Alberto Taveira (Ed. Canção Nova), o qual já citei no início desta postagem, é sempre uma ótima opção de exercício diário, baseado na riqueza das devoções tradicionais da Quaresma e na liturgia diária. Este ano ele é intitulado “Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo” e nós podemos adquirir nas livrarias católicas ou acessando o site da Canção Nova (http://loja.cancaonova.com/products/18291-livro-retiro-popular-2012-tu-es-o-cristo-o-filho-do-deus-vivo).

3. Outra pérola que pode ser muito benéfica para nossa vivência quaresmal está no Site “FALAR COM DEUS” (http://www.hablarcondios.org/pt/meditacaodiaria.asp). Com uma fundamentação madura, os textos do sacerdote espanhol Francisco Fernández Carvajal são cheios de unção e sabedoria e nos auxilia a adentrarmos para águas mais profundas na experiência do deserto.

4. Quaresma também é tempo de nos unirmos à Igreja no Brasil na meditação da Campanha da Fraternidade, esse ano tratando o tema “Fraternidade e saúde Pública” (Lema: Que a saúde se difunda sobre a terra. Eclo 38, 8) Adquira o material referente à Campanha nas livrarias católicas ou pelo Site das Edições CNBB (http://www.edicoescnbb.com.br). Já faz alguns anos que eu leio os Textos-base das Campanhas da Fraternidade e nunca me arrependo, sempre é um material muito instrutivo e bem escrito.

5. Este ano estou fazendo a experiência da Via Sacra em família, com meus filhos, sexta-feira, conforme a tradição. Para tal estamos utilizando o encantador “Via Sacra para Crianças”, (Ed. Canção Nova). É um momento abençoado de catequese familiar e oração.

6. O tripé JEJUM, ORAÇÃO e CARIDADE a cada Quaresma tem a possibilidade de se renovar conforme a condução de Deus. Para este ano de 2012, que tal dividir essa prática em duas etapas? A primeira etapa poderia ser um momento de ESCUTA no Espírito Santo: separemos um momento no qual possamos invocar o Espírito e perguntar: “Como gostarias que eu fizesse o meu Jejum, Senhor? (Pão e água? Mortificação da internet?) Que caridade me inspiras para este período? (Visitar os doentes? Colaborar com alguma obra social?) Por quais meios de oração poderíamos estar juntos, eu e Ti, Senhor? (Santa Missa diária? O Terço em família?)”... Invocamos, perguntamos e silenciamos para ouvir o que Deus prefere de nós. A segunda etapa seria de fato concretizarmos os frutos dessa intimidade com Ele, organizando-os em nossa agenda como prioridade nesse tempo litúrgico especial.

7. Se formos caprichosos mesmo, poderíamos ainda nos dedicarmos a estudar um pouco sobre esse tempo maravilho que é a Quaresma, sua Liturgia e Espiritualidade. Nesse sentido, vale a pena seguir o Twitter do Papa Bento XVI (@Pope2YouVatican) e acompanhar suas mensagens postadas sobre a Quaresma (e, por quê não?, retuitar e evangelizar na web!). Sites como ACI Digital (http://www.acidigital.com/); Zenit (http://www.zenit.org/) e mesmo a Canção Nova Notícias (http://noticias.cancaonova.com/index.php) nos deixam bem informados sobre notícias católicas, em especial neste Tempo de Quaresma. O Catecismo da Igreja Católica é fonte segura da Doutrina para o nosso crescimento na fé (Dá uma sacada nesse link: http://catecismo-az.tripod.com/conteudo/a-z/p/r.html#QUARESMA). O Ofício das Leituras da Liturgia das Horas são um tesouro da Igreja nos escritos dos Padres, Doutores e Santos para os filhos de Deus sedentos e famintos da Sabedoria Divina! (http://liturgiadashoras.org/quaresma.html). Livros, sites, blogs sobre espiritualidade e liturgia trazem cada vez mais boas informações e, se houver alguma dúvida, sempre podemos procurar nosso pároco para averiguar a credibilidade do que lemos. Aqui mesmo nesse Blog tentaremos estar sempre postando material sobre a Quaresma.

Por fim, desejo que cada um de nós possa fazer a experiência do “novo de Deus” para si nessa Quaresma e que, a cada dia abrigados no Deserto com Ele, que cada um possa vencer as tentações cotidianas e caminhar a passos firmes rumo a vivência da Semana Santa, enquanto aguardamos o dia em que Ele será tudo em todos na eternidade.

Uma santa Quaresma para todos nós!